“Anna Karenina” estreou em Portugal no mês de dezembro do ano que passou, e ainda permanece em algumas salas de cinema pelo sucesso que teve. Apesar de já existirem várias versões desta adaptação cinematográfica da obra literária de Leo Tolstoy, esta nova variante tem espetacularidade e ganha pela “forçada” criatividade do realizador.
annakarenina_movieposter
Joe Wright, realizador de “Anna Karenina”, já mostrou o seu grande talento pelos filmes “Orgulho e Preconceito” e “Expiação”, fazendo-o novamente nesta obra, escolhendo como protagonista, mais uma vez, a atriz Keira Knightley, juntamente com o jovem Aaron Johnson (de “Selvagens”), Jude Law e Matthew Macfadyen.

Em poucas palavras, o filme conta uma história de amor, que ocorre na Rússia, no final do século XIX, num ambiente de alta sociedade. Este envolve uma reflexão de várias componentes, desde a capacidade para amar e a paixão entre adúlteros. Anna Karenina, casada e com um filho, defronta-se com a questão da sua felicidade ao ver-se seduzida por um jovem conde que mudará a vida da aristocrata. Contudo, perante a mentalidade de toda a sociedade contra o adultério, Anna segue um caminho de auto-destruição.

Apesar de ser uma história de traição e amor já visionada e conhecida por muitos, continua a ser igualmente brilhante. E, com isto, Joe Wright fez um brilharete através da concretização da história numa espécie de peça de teatro, em prol de paisagens e cenários fantásticos, pois caso não o fizesse dessa forma não poderia continuar com a sua produção devido aos cortes do orçamento. Mas, tal situação resultou, e muito bem! Tornou “Anna Karenina” uma obra mágica , encantadora de se ver e original. A transição entre cenas é maravilhosa e é possível assistir a um junção entre o cinema e o teatro triunfante. Para além disto, o elenco demonstrou o seu potencial de alto nível, e a bela banda sonora acompanhou este filme artístico de forma harmoniosa.

A previsibilidade é inevitável, mas “Anna Karenina” mantém o estatuto de um filme de elevada qualidade, onde se pode ver brilhar o classicismo, a criatividade e a graciosidade.

Nota Pessoal: 7,7/10

Anna Karenina
M12|Drama|Reino Unido|129m, IMDB: 7,0/10 (14,207 votos)
Anúncios