Tom Hooper, o realizador oscarizado por “O Discurso do Rei”, oferece ao público e cinéfolos uma obra prima encantadora e intemporal da subsistência do espírito humano – “Os Miseráveis”. Este filme musical é uma adaptação do espetáculo produzido na França, em 1980, e cinco anos mais tarde feito numa versão inglesa, tudo isto com origem na obra literária do grandioso escrito Victor Hugo. Está presente a dura vida dos pobres na França do século XIX, as personagens trágicas e uma crítica social iminente. “Os Miseráveis” é mais um dos filmes com várias nomeações para os Óscares, incluindo o de Melhor Filme.
OsMiseráveisAntes de mais, “Os Miseráveis” decorre na França, no século XIX, onde segue um ex-prisioneiro, Jean Valjean (Hugh Jackman), que durante décadas é atormentado pelo inspetor Javert, após ter quebrado a sua liberdade condicional. Enquanto isso, uma das suas operárias, Fantine, após a sua demissão é forçada a “vender-se” para poder sustentar a sua filha Cosette, estando esta à guarda por um casal excêntrico. Valjean ajuda Fantine, e aceita cuidar de Cosette, onde as suas vidas mudarão para sempre.

Um musical é uma categoria delicada, em que se pode tornar um sucesso espantoso ou um fiasco. Este filme reporta, sem dúvida, para a primeira situação, onde tiveram todo o cuidado na seleção do elenco, fotografia e direção de arte. O público tem que contar que não irá assitir a uma narrativa tão reta quanto isso, pois entrará numa obra onde é importantíssimo ouvir e não atender apenas a um “contador de histórias”, mas antes penetrar na construção das cenas e na sensibilidade das palavras. Tom Hooper manteve-se fiel ao género musical, em que todos os diálogos entre personagens são cantados. As performances pelos atores são inéditas e com grande intensidade, salientando o facto de que as músicas são cantadas pelo próprio elenco, pois para além de serem atores têm uma boa bagagem a nível artístico e musical. Desde a cena inicial até à final, o realizador surpreende pela positiva, produzindo momentos arrepiantes e marcantes

Por fim, apesar de não ser um género cinematográfico do gosto de todo o público, “Os Miseráveis” é um dos filmes do ano a ser visto por todos. Sem nenhum ponto negativo significativo a apontar, é com agrado que saliento que se tornou um dos melhores musicais do Cinema.

Nota Pessoal: 8,9/10

Os Miseráveis
M12|Drama, Musical, Romance|EUA|158m, IMDB: 8,0/10 (58,559 votos)
Anúncios