“Savages” foi a recente aposta do conceituado realizador Oliver Stone, que gosta de brilhar com as sua críticas sem pudor e salientar-se pelo choque que provoca no público. Assim, este novo filme não foge à regra de Stone, mostrando o mundo negro das drogas e até que ponto poucas gramas desta fazem com que os homens se tornem tão selvagens, como primitivos.

O filme, em primeira mão chamou a atenção do público pelo sua promoção e pelo elenco que constitui “Savages” – desde Blake Lively, a gossip girl que tem dado cartas pela positiva; Benecio Del Toro, já conhecido bom ator; os jovens Aaron Taylor-Johnson e Taylor Kitsch; Salma Hayek e John Travolta.

A história do filme começa em Laguna Beach, Califórnia, onde dois grandes amigos, Ben (Aaron Johnson) e Chon (Taylor Kitsch), dividem a mesma namorada, Ophelia (Blake Lively), e são responsáveis por um negocio independente de plantação e distribuição de cannabis. Tudo corre bem, quando um grupo mexicano de alto nível nessa área, liderada pela grande traficante da zona, Elena (Salm Hayke), oferece sociedade. Ben e Chon não pretendem aceitar a proposta e como tal, planeiam uma fuga, que por consequência leva ao sequestro de Ophelia. Elena negoceia com os jovens, pedindo, finalmente, todo o dinheiro que ganharam nos últimos cinco anos. No entanto, os amigos aceitam esse negócio, planeando uma alternativa para que pudesse ficar com Ophelia e o dinheiro.

Antes de mais, é interessante a forma como o filme é conduzido, através da narrativa pela própria Ophelia, de uma forma delicada, subtil e mascarando com harmonia a violência que as cenas transmitem. Traz de alguma forma originalidade e uma visão pessoal de uma jovem instável, sem base familiar. Contudo, pode-se dizer que “Savages” não é, de todo, para todo o tipo de público, pois é um filme que pode atingir de forma diferente a sensibilidade de cada um. Mas não deixa de ser interessante, dado que se for levado como mais que um filme com momentos de violência e ação, tira-se bom proveito de uma história, que de certa forma, é um testemunho daquilo que ocorre neste submundo.

Stone podia ter aproveitado melhor determinadas personagens, e dando, talvez, mais destaque aos dois amigos Ben e Chon, debatendo com mais ênfase as emoções provocadas nos dois. Também, a organização das cenas poderia estar mais bem conseguida, mesmo achando que certos encaixes de situações estarem quase perfeitos.

Por fim, não é um filme com falta de uma boa interpretação, antes pelo contrário, e a partir de todas estas características, “Savages” é daqueles filmes destinados a um espectador que já está a contar assistir a um filme violento e ligeiramente chocante, mas que tem uma boa essência. Não é um filme de eleição, mas está acima de uma narrativa mediana, sem dúvida.

Nota Pessoal: 6,4/10

Savages
M12|Crime, Drama, Thriller|EUA|131m, IMDB: 6,6/10 (26,482 votos)
Anúncios