Como quarto filme da saga de “Bourne”, é lançado para os cinemas, neste ano de 2012, “O Legado de Bourne” realizado por Tony Gilroy, que já tinha sido o argumentista dos três filmes anteriores. A saga foi um grande sucesso de bilheteiras a nível mundial, faturando elevados valores para convencer a Universal Pictures a realizar um novo filme sem a presença do realizador Paul Greengrass e Matt Damon, o protagonista, que encareceu os seus custos enquanto ator ao longo destes anos. Desta forma, Tony Gilroy ocupou o cargo de realizador e Jeremy Renner foi escolhido para interpretar a nova personagem principal, Aaron Cross. Renner, nos últimos anos, tem-se vindo a revelar um bom ator neste estilo de filme, o que revelou neste a sua competência e disponibilidade para a ação.

O “O Legado de Bourne” é visto mais como uma expansão da saga do que propriamente a sua continuação, ainda que mantendo alguma dependência com os filmes anteriores. Assim, Bourne quase que desaparece neste quarto filme e Aaron Cross, um dos membros da Operação Outcome, é quem lida com a perseguição feita pelas entidades do Projeto Treadstone. Como Bourne expôs a Operação Blackbriar e o Projeto Treadstone, Eric Byer, o responsável pelas operações ilegais da CIA e interpretado por Edward Norton, resolve eliminar todos aqueles que foram sujeitos a estes programas, inclusive os cientistas envolvidos. Como tal, o protagonista luta energeticamente pela sua sobrevivência, ainda com a ajuda da Dra. Marta Shearing, representada por Rachel Weisz, que também é perseguida por conhecer o que não deve.

Posto isto, é difícil fazer esquecer o público do protagonista Bourne que cresceu e acompanhou-o durante largos anos, contudo foi uma boa escolha como protagonista de filmes de ação e desempenhou freneticamente o seu papel de membro do legado. Para o acompanhar e contrastar temos Rachel Weisz, que transmite uma boa relação para com o ator ao longo das cenas, parecendo que se complementam. Ainda a brilhar neste filme temos Edward Norton, o estratega Eric Byer, que mais uma vez fez um bom papel nesta personagem.

Por fim, embora existam algumas fragilidades em certas partes do argumento, é um bom filme de ação e espionagem, mantendo a classe neste género de filme, não enveredando por outros caminhos para atrair outro tipo de público.

Nota Pessoal: 6,8/10

O Legado de Bourne
M12|Acção, Thriller, Suspense|EUA|135m, IMDB: 7,1/10 (17,334 votos)
Anúncios